Política Externa

Política Externa Brasil-EUA

Leonardo dos Santos Delduque

Historicamente os Estados Unidos e o Brasil têm mantido intensas relações, apesar de alguns percalços, as duas maiores economias do continente americano mantêm diálogos dos mais diversificados temas possíveis (tanto bilateralmente quanto nas diversas Organizações Internacionais que fazem parte), tais como: crescimento econômico, promoção da paz e a segurança internacional, o respeito aos direitos humanos, fortalecimento à cooperação em defesa e segurança. Além de questões como meio ambiente, educação, ciência, tecnologia e inovação e etc.

Os Estados Unidos são o segundo maior parceiro comercial do Brasil, tendo um fluxo bilateral de US$ 46 bilhões em 2016, além de ser o principal destino de exportação de produtos brasileiros manufaturados. Segundo dados oficiais, os EUA continuam a ser o país com maior volume de investimento externo direto no Brasil, com estoque no valor de US$ 116 bilhões, até 2013. Como mostra dessa relação, ao longo de 2016, realizaram cinco fóruns para discussão sobre questões comerciais, de infraestrutura e agrícolasvisando promover a Agenda de Desenvolvimento pós-2015.

A Cooperação para a Defesa, entre os EUA e o Brasil, foi recentemente aumentada com a entrada em vigor, em junho de 2015, do Acordo de Segurança Geral de Informações Militares, ele incluí questões como pesquisa e desenvolvimento, segurança tecnológica, aquisição e desenvolvimento de produtos e serviços. Em setembro de 2016 autoridades estadunidenses e brasileiras também inauguraram o Diálogo de Defesa Industrial, destinado a melhorar a coordenação com o setor privado e facilitar o comércio na indústria de defesa. Estes acordos promovem exercícios conjuntos, facilitam a partilha de capacidades e aprofundam as relações bilaterais nesta matéria.

Em relação a mudanças climáticas EUA-Brasil, em outubro de 2016, anunciaram a criação de um Laboratório Brasileiro que auxiliará o Brasil a cumprir suas metas no âmbito do Acordo Climático de Paris. Além disso, ambos têm promovido questões de direitos humanos em diversos forúns, esforçando-se para combater os diversos tipos de discriminação, combater a exploração do trabalho infantil, promover os direitos LGBTI (especialmente na ONU) e defender as pessoas com deficiência. Por fim, EUA-Brasil também são parceiros no fortalecimento da governança para Internet, para preservar uma Internet aberta, segura, confiável e defendendo a liberdade de expressão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s