Informações básicas

Colômbia – Informações Básicas

Alex Daniel C. Alves

Localizada no noroeste da América do Sul e composta por 32 departamentos e um distrito capital, a República da Colômbia (em homenagem ao navegador genovês que desembarcara no continente ao final do século XV) é um dos três países, junto com Equador e Venezuela, que formavam a antiga Grã-Colômbia, liderada pelo militar e político Simón Bolívar.

Além de fazer fronteira com o Brasil, o país está localizado entre o Equador, Peru, Venezuela e Panamá, e possui um território de aproximadamente 1.140.910 km², o que equivale a cerca de 13,4% do território brasileiro. Sua geografia é marcada pela presença considerável de recursos naturais, refletindo na economia e fazendo com que a mesma seja conduzida, principalmente, pela agricultura, mineração e pecuária. Em 2015, segundo o Banco Mundial, o PIB do país era de US$ 293 bilhões, 23% menor que no ano anterior.

Assim como o Brasil, a estrutura governamental é caracterizada pela divisão entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. O primeiro tem como figura máxima o presidente, eleito diretamente por maioria absoluta para um único mandato de 4 anos, conforme a recente reforma política.

O poder Legislativo, por sua vez, é formado pelo Sanado, que contém 102 representantes eleitos a nível nacional (sendo 2 representantes da comunidade indígena),  e pela Câmara dos deputados, que possui 166 assentos representativos. Enfim, o Judiciário tem como instância máxima o Supremo Tribunal de Justiça.

Além de seu espaço jurídico legal, o país possui outro ator importante nas relações internas de poder: as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, ou popularmente, FARC. O grupo revolucionário surgiu na década de 60 e é o principal movimento armado entre os diversos presentes no território colombiano, sendo que possui na guerrilha a principal característica na busca por seus objetivos políticos. As FARC são uma figura constante acerca da Colômbia e atualmente estão presentes no debate que envolve também a população e o governo em um possível acordo que colocaria fim ao conflito com a guerrilha.

Por fim, segundo o Ministério de Relações Exteriores do país, a política externa colombiana busca favorecer o interesse nacional através da diversificação geográfica, promovendo a cooperação internacional, o desenvolvimento de suas fronteiras e a formação de vínculos com nacionais além de seu território.

Para saber mais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s