Política Externa

Política Externa Brasil-Equador

Francisco R. Gonçalves Silva

“As relações entre Brasil e Equador experimentam dinamismo crescente, marcado por grande coordenação. ” Estas são as palavras utilizada pelo nosso ministério de relações exteriores para descrever nossa relação com o Equador. As relações com o vizinho latino-americano foram oficialmente iniciadas em 1844 e atualmente vão de acordos bilaterais a participação em foros regionais, como a UNASUL (Sediada na cidade equatoriana de Quito), CELAC e OTCA. Nossa atuação diplomática mais relevante em território equatoriano foi no auxílio das negociações que futuramente levaram ao acordo de paz entre o Equador e o Peru, que travaram o mais longo conflito armado internacional no hemisfério ocidental devido a uma disputa por territórios que foi de 1828 a 1988.

Uma parceria de cunho econômico de destaque entre os dois países é o projeto em negociação que pretende integrar de forma multimodal o eixo Manta – Manaus. A rota iria interligar o norte do brasil com o porto equatoriano de Manta, o que permitiria que produtos brasileiros pudessem cruzar para o outro lado da américa latina, tendo acesso ao pacifico. Os presidentes do Brasil, Peru e China assinaram um memorando de entendimento para acertar a construção da ferrovia ligando os países. Mas o projeto ainda não saiu do papel.

Quanto aos atritos que ocorreram entre os dois países, o mais relevante deles ocorreu e 2008, quando o presidente Rafael Correa expulsou a construtora Odebrecht de seu território, devido a um descontentamento do Equador com a construção da hidrelétrica de San Francisco (construída com recursos do BNDES e estimada em R$ 500 milhões). Sete meses após sua inauguração, a usina teve de interromper suas atividades devido a constatação de erros estruturais. O presidente chegou a apresentar um ultimato a construtora para que a mesma reparasse os problemas estruturais e pagasse uma indenização. Após a recusa da empresa em atender as solicitações, ocorreu a expulsão da mesma do território equatoriano. Após a expulsão a construtora, o presidente em exercício na época, Lula cancelou uma visita ao pais.

Após o impeachment da presidenta Dilma em agosto de 2016 o presidente Rafael Correa usou sua conta no twitter para informar que iria retirar seu embaixador de nosso país devido ao fato que classificou como “uma apologia ao abuso e à traição”.

As áreas onde mais se concentram as cooperações bilaterais entre os dois países são o combate à fome, miséria e desnutrição. Além das preocupações com questões migratórias, sociais e educacionais.

Para saber mais acesse:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s