Análise da Semana, Política Externa

Como foi a semana da Política Externa do Brasil?

Kayque Ferraz Costa

Essa semana foi mais calma para a política externa no Brasil. Poucos serão os meus apontamentos neste texto. Então, vamos lá…

Em dias próximos, o Brasil condenou os ataques terroristas em Londres, em Kolofata, no Irã e nas cidades de Musayyib e Karbala em Israel, e prestou solidariedade às famílias. Brasília também repudiou as agressões da Guarda Nacional Bolivariana contra os parlamentares Juan Requesens e Miguel Pizarro em Caracas, nas manifestações do dia 04/06.

Os governadores de Roraima, Sueli Campos, e da Região 9 da Guiana, Bryan Allicock, na Sexta Reunião do Comitê de Fronteira Brasil-Guiana, formularam recomendações para a cooperação entre autoridades dos dois lados da fronteira e a articulação das políticas públicas na região, em áreas como saúde, temas consulares, controle de pragas na agricultura, vigilância vegetal e animal, combate a ilícitos e segurança pública.

No dia 08, o Itamaraty lançou uma nota considerando infundada a afirmação do Conselho de Direitos Humanos da ONU e da Comissão Interamericana de Direitos Humanos sobre direitos dos povos indígenas e direito ambiental, segundo a qual “os direitos dos povos indígenas e o direito ambiental estão sob ataque no Brasil.” (Logo abaixo é possível acessar documento da ONU e da CIDH em inglês na íntegra)

No mesmo dia, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o secretário-geral das Relações Exteriores, embaixador Marcos Galvão, reuniram-se com o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurría. Na conversa, foram discutidas as perspectivas e as próximas etapas para o ingresso pleno do Brasil na OCDE. Também foi assinado o acordo para o estabelecimento de escritório da organização no país com vistas à atuação como ponto de contato entre as autoridades brasileiras e o secretariado da OCDE e prestação, entre outras funções, de apoio às missões e eventos da organização a serem realizados no Brasil.

Por fim, aconteceu em Berna, Suíça, no dia 09/06, a VII Reunião de Consultas Políticas Brasil-Suíça. Os dois países assinaram o Memorando de Entendimento para o Estabelecimento de Diálogo em Direitos Humanos, e adotaram a Declaração Conjunta sobre Cooperação para Prevenção e Combate da Corrupção, com o objetivo de reforçar a cooperação e a coordenação existentes entre o Brasil e a Suíça nesses setores. E discutiram questões sobre ciência, tecnologia e inovação e cooperação trilateral.

Enfim, é isso. Até a próxima semana.

Para saber mais:

Indigenous and environmental rights under attack in Brazil, UN and Inter-American experts warn – See more at:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s