Análise da Semana, Política Externa

Como foi a semana da Política Externa do Canadá?

Júlia Vilela Fernandez

A OTAN e os Estados Unidos vêm pedindo ajuda ao Canadá com o seu exercito no Afeganistão, principalmente agora que os talibãs parecem estar retornando a região e a possível junção do Estado Islâmico na área. O ministro de defesa, Harjit Sajjan disse que o foco militar está no Iraque, o Canadá continuará fornecendo financiamento para o desenvolvimento de segurança no Afeganistão, mas a missão militar do Canadá lá terminou há três anos.

Reajustes serão feitos na missão do Iraque, esse ano esta sendo usado para rever a evolução da situação naquele território, a decisão final de ampliar a missão será tomada em breve segundo Harjit Sajjan, a única coisa que ele garantiu foi que o Canadá permacerá como parceiro credível do Iraque.

Os reajustes citados por Sajjan fazem parte da revisão de politica de defesa do Canadá, em geral, a nova política compromete o país a gastar quatorze bilhões de dólares nos próximos dez anos só em questões defesa, isso ressaltou um aumento de setenta por cento no orçamento original do departamento quando Sajjan assumiu. O dinheiro será usado para colocar mais cinco mil soldados em uniformes e com outros itens de grande importância, compensar o custo de compra de navios de guerra e aviões de combate.

O Canadá e os Estados Unidos permanecem distantes quanto ao assunto de negociar um acordo sobre madeira, a ministra de Relações Exteriores Chrystia Freeland, sugeriu que esperanças em negociações rápidas podem ser bem precipitadas, mesmo existindo razões bem concretas para chegar a um acordo, já que a dependência econômica dos EUA em madeira canadense é grande, eles não conseguem produzir o suficiente para satisfazer o próprio mercado. Freeland permanece com a opinião de que um acordo será o melhor resultado para ambos os países, ressaltando, para os estadunidenses da classe média que querem comprar casas de verão.

No final de abril desse ano, os Estados Unidos decidiram implantar taxas aos produtos de madeira canadenses já que estavam vendendo mais que os produtos de madeira americano, as indústria canadenses rejeitaram ate o final. Em primeiro de junho, o governo do Canadá anunciou um pacote de ajuda financeira no valor de oitocentos e sessenta e sete milhões de dólares para o setor de madeira para enfrentar os impactos dos Estados Unidos. Essa discussão sobre a madeira de ambos os países veio desde que Trump assumiu a presidência do país vizinho, que era grande amigo e parceiro do Canadá.

Para saber sobre a defesa e sobre as declarações do ministro Sajjan:

Para saber sobre a disputa pela madeira e a opinião do governo do Canadá:

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s