Análise da Semana, Política Externa

Como foi a semana da Política Externa do Paraguai?

Heloysa Ramos Santana

Nesta semana ocorreu um importante marco para a política exterior do Paraguai: o vice-ministro das Relações Exteriores, o embaixador Oscar Sarubbi, foi eleito juiz do Tribunal Internacional sobre o Direito do Mar. Seu mandato abrange de 2017 até 2026 e na ocasião se elegeram mais sete magistrados. É a primeira vez que os sistemas jurídicos de todos os Países em Desenvolvimento Sem Litoral (PDSL), em que se inclui o Paraguai, estarão representados no tribunal.

A inserção internacional do Paraguai é parte do Plano Nacional de Desenvolvimento 2030. Por meio de participação em foros internacionais, foi promovido candidaturas e campanhas, e o Paraguai nestes últimos quatro anos ingressou em 12 instâncias internacionais, dentre elas como: membro do Conselho Executivo da Unesco (2015-2019); membro do Conselho de Direitos Humanos (2015-2017); membro do Comité de Direitos Humanos (2017-2020); membro do Comitê Jurídico Interamericano (2016-2019); e membro do Comitê Executivo do Programa da ACNUR.

Em entrevista, Eladio Loizaga afirmou que no governo Cartes o Paraguai recuperou sua presença internacional depois ter ficado isolado em consequência do impeachment de 2013, o qual levou à suspensão do país no Mercosul. No entanto, ressalta que ainda há muito a evoluir, especialmente no leste europeu, na Ásia e no mundo Árabe. Inclusive, dos dias 5 a 8 deste mês foi realizado uma Missão Comercial de Oportunidades e Investimentos em Israel, que levou ao acordo de realizar um seminário com os membros do Mercosul juntamente com a presença de empresários desses países. Um objetivo importante deste posicionamento internacional é consolidar o país como um lugar atrativo para investimentos estrangeiros, e a participação em organismos multilaterais proporciona a defesa das posições políticas nacionais.

Agora no âmbito interno, o ex-presidente Fernando Lugo, membro da Frente Guasu, partido da oposição, foi eleito presidente da Câmara dos Senadores para o período de um ano a partir de 1º de julho, tendo como vice Jorge Oviedo Matto. Com isso, Lugo afirma que não possui mais interesse em concorrer a presidência da república em 2018.

Para saber mais sobre a Convenção sobre o Direito do Mar e a eleição de Oscar Sarubbi como juíz:

Para saber mais sobre os organismos no qual o Paraguai participa:

REFERÊNCIAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s