Análise da Semana, Política Externa, Relações Exteriores

Acontecimentos Recentes da Política Externa Brasileira

Kayque Ferraz Costa

Algumas coisas interessantes aconteceram nos últimos dias no mundo, e o Brasil fez parte de algumas delas. Vamos dar uma conferida agora…

Entre os dias 18 e 20, o Itamaraty emitiu três notas. Duas condenando a violência em Bogotá e em Londres. Na capital colombiana aconteceu uma explosão em um local de grande circulação de pessoas, deixando mortos e feridos. Em Londres, um automóvel investiu contra muçulmanos que terminavam as orações do Ramadã. Nos textos, o Brasil presta solidariedade às famílias e aos governos. A terceira nota foi direcionada a Portugal. O MRE transmitiu condolências ao governo português e às famílias das vítimas do incêndio florestal na região de Leiria

No dia 20, um comunicado em conjunto entre Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai foi emitido para expressar a decepção com a falta de consenso na XXIX Reunião de Consulta de Ministros das Relações Exteriores da OEA. A Venezuela foi o centro do escrito. Os países entendem que é preciso encontrar uma saída para a interrupção do processo democrático na Venezuela. Para tanto, elencaram sete pontos do que estão disponíveis para leitura no link indicado no final teste texto.

Em uma declaração sobre a Reunião dos Chanceleres do BRICS em Pequim, realizada nos dias 18 e 19 de junho, os ministros indicam continuidade nas relações de cooperação entre os países com vista à defesa do multilateralismo como ferramenta para enfrentamento dos desafios globais. As discussões da reunião cruzaram os temas de política, segurança e economia internacional. Os outros temas mais específicos foram debatidos também, como por exemplo, a Agenda de Desenvolvimento Sustentável 2030, o Acordo de Paris, ataques terroristas, crise na Síria, etc. Para mais informações acesse o link disponível no final do texto.

Por fim, dois brasileiros foram eleitos para mandatos de 4 anos (2018-2021) em importantes mecanismos internacionais. A jurista Flávia Piovesan foi eleita membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos. A Comissão é composta por sete peritos e tem sede em Washington (EUA). Seis países (Brasil, Argentina, Chile, EUA, México e Uruguai) apresentaram candidatos para as três vagas em disputa.

E o embaixador Silvio Albuquerque foi eleito como membro do Comitê para a Eliminação da Discriminação Racial das Nações Unidas. O Comitê para a Eliminação da Discriminação Racial das Nações Unidas (CERD) é composto por peritos independentes, cuja responsabilidade é monitorar a implementação da Convenção para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial por seus Estados-Partes.

Enfim, é isso. Até semana que vem.

Para saber mais:

Comunicado conjunto dos países afins sobre os resultados da XXIX reunião de consulta de ministros das Relações Exteriores da OEA

Comunicado Conjunto da Reunião dos Chanceleres do BRICS em Pequim – Pequim, China, 18 e 19 de junho de 2017 [Inglês]

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s