América do Sul, Conflitos

Bolívia e Brasil: A disputa pelo Acre

Luisa Silva

A Bolívia se envolveu em alguns conflitos no século XIX, como a Guerra do Chaco, porém hoje optei por falar resumidamente sobre a disputa pelo Acre, com a intenção de trabalhar um pouco a relação do Brasil com a Bolívia.

Durante o século XIX e XX a região norte e centro da América do Sul foram palco de disputa entre os Estados. Eram regiões com uma geografia bem particular, onde o principal acesso se dava por meio dos rios da região, principalmente o Rio Amazonas e o Rio da Prata.

Entre 1899 e 1903 o Brasil e a Bolívia se enfrentaram em uma disputa pelo território do Acre, motivada pela grande demanda de borracha para a fabricação de pneus (devido ao surgimento de novas indústrias automobilísticas) insumo abundante na região.

O espaço onde hoje se localiza o Acre, durante este período era ocupado por índios (que não possuíam uma identidade nacional), alguns bolivianos e outro tanto de brasileiros. Apesar de brigarem pelo território, nem o Brasil, nem a Bolívia governavam o território efetivamente.

Somente após a grande seca de 1877 que ocorreu no Nordeste, a migração para o Acre se intensificou, devido ao fato da região possuir potencial para fornecer borracha para os EUA e a Europa, principais consumidores na época.

Incentivado pelo cônsul boliviano no Brasil, Luis Galvez Rodrigues de Arias, ocorreu um movimento para fazer da região autônoma, que seria chamada de “Estado Independiente del Acre, Purús y Yacú”. Por outro lado, os brasileiros que moravam no Acre se organizaram político e militarmente e ocuparam o Porto Alonso atacando violentamente as autoridades bolivianas.

O governo central brasileiro, sediado no Rio de Janeiro, enviou tropas com o objetivo de dissolver a República do Acre, neste momento o clima entre os dois países esquentou ainda mais. A Bolívia havia realizado um acordo com os EUA para que este interferisse caso houvesse um confronto entre Brasil e Bolívia.

Sabendo disso, Rio Branco, diplomata brasileiro na época, entrou em um acordo com a Casa de Rothschild, de Londres para que os banqueiros interferissem no Bolivian Syndicate (acordo entre Bolívia e EUA). Os americanos aceitaram as 110mil libras esterlinas para desistir da aliança com a Bolívia. O que enfraqueceu a posição boliviana que desistiu da disputa pelo Acre. O Tratado de Petrópolis foi ratificado dia 4 de Abril de 1904, incorporando do Acre como território brasileiro.

Para saber mais:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292000000200007

http://www.histarmar.com.ar/InfHistorica-7/ConflictosRibereniosSA-1-Acre.htm

Leia também sobre a Guerra do Chaco:

http://www.paginasiete.bo/gente/2017/6/15/chaco-guerra-bolivia-termino-ganando-141165.html

http://www.educa.com.bo/la-guerra-del-chaco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s