Assembleia Geral, Cooperação, ONU, Paz, Proteção

A sustentabilidade da Noruega no discurso da 72ª Assembleia Geral da ONU

Fabiano Almeida

Nesta segunda-feira (25/09) o embaixador Tore Hattem proferiu a declaração da Noruega na 72ª sessão da Assembleia Geral da ONU. Hattem abordou sobre os Interesses comuns, paz e segurança, adesão ao direito internacional, rejeição do protecionismo, investimento em direitos humanos, crise humanitária e sustentabilidade.

Hattem introduziu sua declaração com a redução da pobreza extrema, o aumento na expectativa de vida, o crescimento da frequência feminina nas escolas e redução nas taxas de mortalidade infantil.  O governador norueguês atribui esses acontecimentos com a cooperação na política global, o comércio e as “Rules of the Road”.

Sustentabilidade foi a grande ênfase do país escandinavo, sendo ela aplicada em todos os aspectos abordados. Foram apresentados quatro blocos de construção cruciais para o futuro sustentável:

  1. Os nossos principais interesses são comuns, e podemos conseguir mais quando agimos juntos
  2. Não pode haver segurança sem desenvolvimento e desenvolvimento sem segurança.
  3. Nossa segurança e bem-estar dependem da nossa capacidade de defender o direito internacional.
  4. O protecionismo e o isolacionismo reverterão nosso desenvolvimento comum.

Segundo Hattem “Nós só temos um planeta: a segurança e o bem-estar de cada nação e cada cidadão dependem de nossa capacidade de proteger nosso ambiente natural e clima”

Em questões de paz e guerra o embaixador firmou o apoio da Noruega ao Guterres, visto a necessidade de realinhamento dentro da ONU junto ao respeito aos direitos humanos para prevenção de conflitos e sustentação da paz. Hattem chamou atenção para o acordo de paz entre o governo colombiano e As Farc, atribuindo o acordo ao trabalho no Conselho de Segurança. “A Noruega orgulha-se de ter contribuído para garantir o processo” afirma Hattem em seu discurso.

A assistência humanitária norueguesa foi cerca 650 milhões de dólares, em proporção ao número de 142 milhões de pessoas que necessitam da assistência. O Estado norueguês trabalha ativamente para fortalecer o respeito pelo direito internacional.

A declaração se finalizou com o posicionamento sobre a proteção dos Oceanos e sobre a necessidade de solucionar os desafios que o mundo enfrenta de uma forma sustentável. O país nórdico é candidato a ser membro no Conselho de Segurança da ONU para 2021 e 2022.

Para saber mais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s