Acordos, Análise da Semana, Cooperação, Fronteiras, Mercosul, União Europeia

Acordo entre União Europeia e Mercosul pode ocorrer na próxima semana

João Galdino D. Rodrigues

Após uma semana cheia de encontros bilaterais (Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Ucrânia, Finlândia, Letônia, Marrocos, Andorra, Qatar, Ilhas Fiji, Turquia, Romênia, Índia, além de outros encontros informais nos corredores de Nova Iorque), com Organizações Internacionais (UNICEF, OIT, ONU), ou com grupos de relevância como o G20 ou o 3G, a semana “pós-Assembleia Geral da ONU”, possui uma característica bem mais apática para a Argentina.

Se destaca a finalização de um acordo comercial com o Chile, logo no início da semana, onde foram tratados diversos assuntos, principalmente telecomunicações, e uma base jurídica para organizar esse instrumento de conexão. Além disso, já no final da semana, uma ida de Faurie ao Paraguai, para tratar de um assunto de suma importância, a represa de Yacyretá, no rio Paraná, e que se encontra na fronteira entre os dois países, que precisava de uma atenção e uma cooperação para não ficar aos ventos.

Hidroeléctrica de Yacyretá

Porém, o mais importante ainda está por vir, já que, na próxima semana haverá uma nova rodada de negociações para um acordo entre União Europeia e Mercosul. Nas últimas semanas, o tema vem sendo debatido por conta de um avanço nas conversas sobre alguns assuntos específicos, porém, com pouca relevância.

Nessa semana, voltou a se tratar esse assunto, ás vésperas da próxima reunião, onde os temas de maior relevância são, carne e etanol (Aparentemente, segundo algumas fontes, a oferta desagradará o Mercosul, e já houve até espantos de ministros), sabendo que são temas que o lobby europeu atua fortemente. A União Europeia, provavelmente importará, anualmente, 70 mil toneladas de carne e 600 mil toneladas de etanol. Porém, a oferta de 2004 (Proposta pelo Mercosul, quando a União Europeia tinha 15 membros), quando as negociações pararam: 100 mil toneladas de carne e 1 milhão de toneladas de etano, isso é, com mais membros, a oferta diminuiu, ao invés de permanecer ou aumentar.

Ainda no plano informal, estaremos no aguardo pelo que virá, sabendo que, a expectativa do Mercosul é chegar à uma conclusão a esse acordo até o fim de 2017. As conversas iniciaram em 1995, porém o marco é 1999, para ambos os blocos, isso quer dizer que, o acordo alcançou a maioridade ainda neste ano.

Quem sabe um acordo pode vir a acontecer?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s