Conflitos, Ditadura, ONU, Retrospectiva Histórica

História e conflito das Falklands

Evelyn Kitano

O primeiro registro que se tem das ilhas foi pelo inglês John Strong em 1690, no qual batizou o canal das duas ilhas principais de “Falkland Sound” em homenagem ao Visconde de Falkland, o tesoureiro da marinha real da época. Houve, periodicamente, alguns conflitos pelo arquipélago envolvendo Inglaterra, França, Espanha e Argentina até a tomada definitiva, até o presente momento, da Inglaterra em 1833. A Argentina sempre se opôs a esta situação, pois as Falklands, ou Ilhas Malvinas como são conhecidas pelo povo argentino, ficam muito próximas ao seu território. Assim, para demonstrar sua insatisfação, a Argentina faz reservas e protestos em seus discursos nas assembleias das Nações Unidas desde 1946.

Em 16 de dezembro de 1965, a Assembleia Geral da ONU deu um parecer, formalizando pela primeira vez e trazendo a tona para o âmbito internacional, a questão das Malvinas. O primeiro ponto da resolução de número 2065 pede para os Governos do Reino Unido e da Argentina para encontrarem uma solução pacífica sobre a questão das ilhas. Porém as questões diplomáticas foram deixadas de lado nas quase 11 semanas em 1982, quando a Argentina invadiu as ilhas a mando de Leopoldo Galtieri, general e presidente argentino da época, iniciando uma guerra contra a Inglaterra. A causa dessa guerra que durou apenas 75 dias e que tirou a vida de quase 1000 pessoas, nelas incluindo soldados argentinos, britânicos e civis malvinenses, foi, principalmente, por política interna que precisava ser restaurada em ambos os países.

Os argentinos estavam descontentes com a política da ditadura militar e Leopoldo Galtieri, em uma medida desesperada de restabelecer o poder do militarismo na Argentina, resolveu tomar as Ilhas Malvinas, fazendo assim a atenção dos argentinos se voltarem a outro ponto, sem se preocupar muito com o governo britânico, pois sabia que lá também o governo estava enfrentando situações difíceis, todavia por motivos diferentes.

Mapa das Ilhas Malvinas

No dia 2 de abril de 1982, tropas argentinas desembarcaram em Stanley, capital das Ilhas Malvinas e sem muita resistência por parte dos que estavam na ilha, conseguiram se fixar no território em poucas horas. A Inglaterra logo respondeu, enviando 100 navios para defender as ilhas. No dia 14 de junho as tropas argentinas se renderam e este dia depois ficou conhecido como o dia da liberação nas Ilhas Falklands.

Para saber mais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s