Busca, Cooperação, Copa do Mundo, Negociações, Segurança, Submarino

Crise Pós-SAN JUAN, Aproximação com o mundo: A Argentina existe!

João Galdino D. Rodrigues

Uma semana e meia após o desaparecimento do submarino argentino, San Juan, a notícia de uma possível explosão foi um choque no ambiente interno da “Nación”. Sabe-se que, a Marinha escondeu essa informação por mais de uma semana, causando uma crise entre as FFAA e o executivo, mais precisamente Macri, que cobrou explicações, desde o início, e diz que também não sabia dessa informação. De fato, se o submarino, não explodiu, ou implodiu, sendo assim, estaria inteiro, porém sem ou quase sem oxigênio. Seriam 44 militares que perderam a vida, numa missão de patrulha, por uma falha magistral (Falta de bateria).

Mesmo com a crise interna, entre o Presidente e um dos seus braços mais fortes, até então, que eram as Forças Armadas, é importante ressaltar a presença da Argentina, e quem ela conseguiu trazer para seus mares busca pelo submarino: Já são 12 países, mais de 4 mil pessoas, e diversos meios, aéreos, aquáticos, a partir de radares de calor, de presença, de movimento, enfim, diversos, ressaltando países como Reino Unido, por conta do conflito histórico (Malvinas-Falkland), como Estados Unidos, enviando tecnologia de última geração, como a Rússia, enviando tecnologia de submarinos e um dos maiores aviões do mundo, além dos vizinhos, como o Brasil, apoiando como pode, dentro das limitações, ou mesmo países que não tem tanta relevância no cenário atual, mas que estão próximo e querem ajudar com a África do Sul. De um modo muito ruim, a Argentina chamou a atenção do mundo, em reuniões bilaterais de emergência e telefonemas diretos a Argentina, literalmente, chamou os países, que considera parceiros.

Avião anti-submarino II-38, ajuda russa

Fugindo da linha do submarino, o país não pode parar de fazer sua capacidade de alcance crescer, por exemplo, corrigir erros é importante, porém, é necessário dar passos a melhorar. Sabemos que o machismo é forte da Argentina, portanto, temos que citar, a abertura de um escritório específico sobre Mulher, Paz e Segurança, conjuntamente ao Reino Unido, seguindo a Resolução 1325 do CSNU, sobre o tema.

No Início da semana, Michetti e Faurie se juntaram ao xará desse que vos escreve, Ivica Dacic, chanceler Sérvio, para tratar de assuntos de cooperação econômica, além de celebrar a abertura de uma embaixada argentina na Sérvia e planejar uma embaixada Sérvia na Argentina. Por fim, discutiu-se a negociação pacífica e bilateral sobre as Malvinas.

Ivica Dacic (dir.) e Jorge Faurie (esq.)

Não menos importante, o último tema a ser discutido na semana é a inscrição conjunta de Argentina, Paraguai e Uruguai para a Copa do Mundo de Futebol de 2030, validando o tema de expansão de poder suave, além de promover turismo e países atrativos a mercados.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s